Passe Digital

Artigos publicados
Mercado de infoprodutos

História da Famoso Pastel de Belém

Publicado em 3 de Abril de 2019 às 20h

História do Pastel de Belém

Hist�ria do Pastel de Bel�m

Pastel de Belém

No início do Século XIX, em Belém, junto ao Mosteiro dos Jerónimos, laborava uma refinação de cana-de-açúcar associada a um pequeno local de comércio variado.

Como consequência da revolução Liberal ocorrida em 1820, são em 1834 encerrados todos os conventos e mosteiros de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores.

Numa tentativa de sobrevivência, alguém do Mosteiro põe à venda nessa loja uns doces pastéis, rapidamente designados por “Pastéis de Belém”.

Na época, a zona de Belém era distante da cidade de Lisboa e o percurso era assegurado por barcos de vapor.

No entanto, a imponência do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém, atraía os visitantes que depressa se habituaram a saborear os deliciosos pastéis originários do Mosteiro.

Em 1837, inicia-se o fabrico dos “Pastéis de Belém”, em instalações anexas à refinação, segundo a antiga “receita secreta”, oriunda do Mosteiro.

Transmitida e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente, na “Oficina do Segredo”.

Esta receita mantém-se igual até aos dias de hoje.

De facto, a única verdadeira fábrica dos “Pastéis de Belém” consegue, através de uma criteriosa escolha de ingredientes, proporcionar hoje o paladar da antiga doçaria portuguesa.

5 melhores lugares para comer o pastel de belém em Lisboa

Qualquer padaria, bodega, restaurantim ou birosca em Lisboa vende o célebre pastel de nata, o doce mais famoso do país.

O Pastel de Belém está para os portugueses assim como o brigadeiro está para os brasileiros.

O ideal é comê-lo morninho, polvilhado com açúcar e canela em pó — quase sempre acompanhado de uma bica, o café espresso.

Abaixo separamos cinco lugares para você se esquecer de que existem calorias no mundo.

1. Fábrica Pastéis de Belém

F�brica Past�is de Bel�m

F�brica Past�is de Bel�m

É aquele tipo de lugar apontado por quase todos os guias de viagem como “visita obrigatória”.

Os pastéis de nata são fabricados aqui desde 1837 e os donos garantem que até hoje se trata da mesma receita.

Um segredo guardado a sete chaves.

O ambiente tem os tradicionais azulejos portugueses na parede e atendimento solícito.

(Evite ir aos finais de semana quando costuma formar até fila na porta).

Além dos afamados quitutes, a Fábrica Pastéis de Belém também oferece salgados e sanduíches.

Tudo com preços muito acessíveis, ainda que sejam mais caros que outros pontos da cidade.

2. A Padaria Portuguesa

A Padaria Portuguesa A Padaria Portuguesa

A rede d’A Padaria Portuguesa até poderia ter entrado na nossa lista de lugares bons e baratos para comer em Lisboa.

Além dos deliciosos pães (são mais de 30 receitas diferentes), a casa oferece bolos, croissants e sanduíches.

Sem contar que aqui também pode ser seu bat-ponto para o pequeno-almoço, o café da manhã em “português”.

Já o bacana de comer um pastel de nata nesta padaria (além do produto ser de ótima qualidade) é justamente o ar modernoso que o estabelecimento tem, um contraponto à tradicionalíssima fábrica de Belém.

Quando você for aproveite para provar também o Pastel de Chaves, uma espécie de folhado com carne. Derrete na boca!

A Padaria Portuguesa é uma cadeia com unidades em diversos pontos da cidade.

Algumas próximas aos pontos turísticos:

  • Rua Áurea, 175 (também conhecida como Rua do Ouro) – Metrô Baixa-Chiado;
  • Praça Luís de Camões, 44 – Bairro Alto; Rua Belém, 46
  •  Belém (a meia quadra da Fábrica de Pastéis de Belém).

Veja todos os endereços aqui. Abre todos os dias das 7h30 às 20h.

3. Nata Lisboa

3. Nata Lisboa

O Nata Lisboa nasceu há poucos anos e já é considerado o melhor pastel de nata do país.

Em 2012 venceu uma “prova cega” na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

Nove entre doze jurados, expertos em gastronomia, elegeram a receita do novo empreendimento como a melhor entre todas que disputavam.

O Nata Café já abriu, inclusive, filiais na Espanha, Berlim, Viena, Amsterdã e Abu Dhabi.

Veja todos os endereços e horários de atendimento aqui.

4. Fábrica de Nata

F�brica de Nata

Está é uma das lojas mais novas da cidade dedicada ao herói dos docinhos portugueses.

A grande vantagem é que as duas unidades da Fábrica de Nata estão localizadas em lugares estratégicos para o turista:

  • Rua Augusta, nº 275 A
  • Praça dos Restauradores, nº 62-68.

A decoração é sofisticada, mas sem parecer arrogante.

Tem tons azuis, azulejaria e painéis que contam a história do pastel de nata.

E melhor, oferece um dos melhores preços da cidade.

A Fábrica de Nata vende vários combos deliciosos e muito baratos.

A loja oferece também a famosa ginjinha, o licor de ginja no copinho de chocolate.

O atendimento é muito simpático!

5. Confeitaria Nacional

Confeitaria Nacional

Confeitaria Nacional

A Confeitaria Nacional, inaugurada em 1829, é uma das pastelarias mais antigas e famosas de Lisboa.

Serve mais de 70 tipos de bolos e doces feitos artesanalmente.

A sede principal fica na Praça da Figueira, centro da cidade.

Mas a unidade que está no bairro Belém, apertadinha e quase sempre com fila, é a que oferece a melhor vista do cartão postal da capital portuguesa, a Torre de Belém.

É possível sentar-se dentro do estabelecimento (são poucos lugares) ou no deck sobre o Rio Tejo.

Quem puder ir no final da tarde, aproveite, o pôr do sol aqui é belíssimo!

Confeitaria Nacional

FONTE: CLASSIFICADOS PORTUGAL

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.

Veja também

Outros assuntos

Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão desktop
Passe Digital
um produto da LinkWS
desde 2016