• Home  
  •   
  • Sa?de e beleza  
  •   
  • INFESTAÇÃO DE ESCORPIÕES NO BRASIL PODE SER MAIS SÉRIA DO QUE VOCÊ IMAGINA  

INFESTAÇÃO DE ESCORPIÕES NO BRASIL PODE SER MAIS SÉRIA DO QUE VOCÊ IMAGINA

Publicado em 20 de Fevereiro de 2019 às 19h

Existem problemas que devem ser pensados, debatidos e analisados em grupo, porém, deve-se ter em mente que eles podem ser contidos ainda que não sejam plenamente solucionados. Quando falamos desse tipo de problema, podemos conversar sobre trânsito, corrupção e violência urbana. 

 

Sendo assim, existe um novo problema que vem ganhando a atenção de muitos centros urbanos do Brasil. De Goiânia à São Paulo, grandes metrópoles estão sofrendo anualmente com grandes pragas de escorpião.

O aumento é tão grande que o número de mortos por picadas de escorpião ultrapassou o de picados por cobras - que até então lideravam o ranking de animais peçonhentos que mais matam no Brasil.

Segundo série histórica do Ministério da Saúde feita a pedido da BBC News Brasil, o número de picadas passou de 52.509 em 2010 para 124.903 no ano passado - um salto de 138% nos registros. Se considerarmos as mortes, o aumento no período foi de 152%, saindo de 74 em 2010 para 184 em 2017.

Apesar do número expressivo, acredita-se que há subnotificação de casos de picadas, pois como a maioria é "leve" e não requer o uso do soro, nem sempre eles são formalmente contabilizados.

Mesmo com a subnotificação, o aumento é tão severo que o número de mortos por picadas de escorpião ultrapassou o de picados por cobras - que até então lideravam o ranking de animais peçonhentos que mais matam no Brasil.

Os Estados de São Paulo e de Minas Gerais são os que exibem a situação mais alarmante: ambos registraram, respectivamente, 26 e 22 mortes por picadas de escorpião no ano passado.

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016