• Home  
  •   
  • Pol?tica  
  •   
  • Bolsonaro fez pior discurso econômico em Davos  

Bolsonaro fez pior discurso econômico em Davos

Publicado em 23 de Janeiro de 2019 às 03h

 O mundo estava com uma esperança objetiva de investidores mundiais na área econômica no discurso de Jair Messias Bolsonaro (PSL). Mais pelo visto dos olhares econômico não foi nada bom em seu discurso. O mundo econômico estava querendo algo bom e esperança para novos investidores e quem precisa saber com mais detalhes sobre o crescimento da nação brasileira. Mais pelo os pensamentos dos economistas mundiais, Jair Messias Bolsonaro não trouxe esperança para o mundo internacional, foi um péssimo discurso sem “esperança”. Os jornais do mundo todo queriam ouvir um discurso eloquente econômico do Brasil com a luz do fim do túnel e a esperança e a certeza de um desenvolvimento que gere lucros para nação brasileira com mais ordem e progresso, mais pelo visto não passa de uma ilusão política com promessas vazias ao mundo internacional. 

Em sua primeira viagem internacional, o Presidente Jair Messias Bolsonaro em seu discurso foi inevitável e uma grande decepção econômico mundial. Em seu discurso que estava programado 40 minutos em sua sessão inaugural do fórum de Davos, Jair só falou no máximo 15 minutos ao todo. Isso foi um discurso mais curto em todo o tempo no fórum de Davos Suíça, foi vergonhoso para nação brasileira

“Tendo conforme lema Deus acima de tudo, acho que nossas ligação terão permanentes avanços considerando todos.”, 
disse ao entender sua intervenção inicial. “Não precisamos alguma América bolivariana como estava antes no Brasil com outros Governos. 
Quero lhes deixar claro que a esquerda não vai continuar na América Latina, o que é muito positivo para a região e para todo o mundo”, 
disse ao final de sua fala no plateia principal do centro de convenções de Davos.

“Foi um insuficientemente decepcionante que não ocorresse muitos dados reais sobre o que ele procura fazer, 
mas a verdade é que as objetivos que estabeleceu foram alentadoras”, cria, muito mais certamente, 
o economista-chefe da seguradora de riscos IHS, Nariman Behravesh. Robert Shiller,
 prêmio Nobel de Economia e professor na Universidade de Yale, resumiu:
 "Ele me dá medo"."O Brasil é um grande país. Merece alguém melhor."

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016