Clássico Gordini Willys

Publicado em 20 de Março de 2019 às 11h

Italiano naturalizado francês, Amédée Gordini iniciou a carreira pilotando carros da Fiat.

Durante os anos 1930, o “Feiticeiro” assume o departamento de competições da Simca, onde ficou até fundar sua própria empresa.

Cl�ssicos: Gordini Willys

Em meados da década de 50, inicia parceria com a Renault, ocasião em que cria a arisca versão Gordini do pequeno sedã Dauphine.

Apresentado em 1958, o Gordini agradou os franceses com um motor mais potente e câmbio de quatro marchas (contra três no Dauphine).

Quatro anos depois, foi naturalizado brasileiro pelas mãos da Willys-Overland.

Assim como o VW Fusca, o motor era atrás

Reformulado, o motor Ventoux de quatro cilindros e 845 cc recebeu alterações na taxa de compressão, cabeçote, comando de válvulas, carburador e nos coletores (admissão e escape).

Cl�ssicos: Gordini Willys

As modificações fizeram a potência subir de 31 cv para 40 cv, um acréscimo de 29% (embora a potência chegasse em rotação mais alta: subiu de 4.000 rpm para 5.200 rpm).

Na frente, o porta-malas, com a bateria

O câmbio de quatro marchas se fez necessário para manter a boa dirigibilidade através da redução do intervalo numérico entre as marchas: as relações de primeira e última permaneciam inalteradas.

Cl�ssicos: Gordini Willys

De 0 a 100 km/h em 36,6 segundos

A aceleração era favorecida pelo baixo peso de 750 kg. O Gordini se mostrava bem mais rápido que o Dauphine: o tempo de 0 a 100 km/h baixou de 48 para 28,7 segundos.

A máxima subiu de 116,5 km/h para cerca de 130 km/h. Era econômico e consideravelmente mais veloz que seu concorrente VW Fusca.

Cl�ssicos: Gordini Willys

Também era mais moderno, confortável e prático que o rival.

Acabamento interno mais caprichado que o do Dauphine

A carroceria três volumes empregava estrutura monobloco e além do bom espaço interno ainda oferecia a praticidade das quatro portas.

Cl�ssicos: Gordini Willys

O amplo porta-malas dianteiro não era prejudicado pelo estepe, acondicionado em um nicho abaixo do para-choque dianteiro.

Quatro portas: mais prático e confortável que o Fusca

Outra vantagem era a caixa de direção por pinhão e cremalheira, que apesar de lenta tinha precisão incomum para a época.

Cl�ssicos: Gordini Willys

O comportamento dinâmico era favorecido pela suspensão independente com molas helicoidais nas quatro rodas, dianteira por braços duplos assimétricos e traseira por semieixos oscilantes, a última com coxins pneumáticos denominados Aerostable.

Velocímetro era em escala horizontal

Fez muito sucesso. Vários proprietários aumentavam a cilindrada para cerca de 1 litro, entre eles grandes nomes como Chico Landi, Emerson Fittipaldi, Wilson Fittipaldi Júnior, Francisco Lameirão, Luiz Pereira Bueno e José Carlos Pace.

Cl�ssicos: Gordini Willys

Mesmo com tantas virtudes, o Gordini foi maculado por uma série de problemas.

A baixa durabilidade dos componentes da suspensão e transmissão lhe rendeu o apelido de “Leite Glória”, maldosa analogia ao produto notório pela solubilidade.

Rádio era item de luxo

O Gordini II, de 1966, trouxe uma nova suspensão traseira. No ano seguinte surgia o Gordini III, primeiro automóvel brasileiro a oferecer freio a disco dianteiro como opcional.

Cl�ssicos: Gordini Willys

O jornalista Expedito Marazzi, porém, fazia um alerta: os espaços de frenagem eram bem maiores, pois o sistema mais eficiente acabava fazendo com que as rodas dianteiras travassem com facilidade.

As lanternas retangulares: novidade no Gordini III

É o caso deste Gordini III 1967, que se encontra aos cuidados da De Gennaro Classics.

Foi sucedido pelo Gordini IV no ano seguinte, pouco antes do encerramento da produção.

Cl�ssicos: Gordini Willys

Foram mais de 40.000 unidades comercializadas em seis anos, fazendo a alegria de entusiastas e pilotos que apreciaram toda a técnica e valentia de Amédée Gordini.

Fonte: Diário de Motorista

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
A seguir várias soluções para seu negócio:
E-mail marketingValidação de e-mailsValidação de telefonesAtendimento via WhatsappDivulgação de produtosAnti-SPAMVárias ferramentas de marketing
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016