Maneiras de evitar Pedra nos rins

Publicado em 18 de Fevereiro de 2019 às 16h

O cálculo renal, conhecido popularmente como pedra no rim, costuma causar dores muito fortes na região lombar. Ao se movimentar para sair do rim, o cálculo bloqueia o ureter, canal por onde passa a urina, e o rim fica dilatado. Mas existem formas simples e eficientes de prevenção do cálculo renal.

João Egídio Romão Junior, chefe de equipe de Nefrologia da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, listou quatro medidas para evitar a formação de cálculo renal.

*Beber muita água para auxiliar na filtragem do sangue nos rins e eliminar os resíduos tóxicos que podem formar as pedras.

*Reduzir o consumo de sódio, principal ingrediente do sal de cozinha, para não aumentar a quantidade de cálcio na urina.

*Ingerir menos proteína animal para evitar o aumento de ácido úrico, que também contribui para a formação de pedras nos rins.

*Evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em oxalato, um tipo de sal encontrado em espinafre, chocolate, batata doce, nozes e beterraba, entre outros.

Pedra nos Rins: 12 mitos e verdades

**Mito

Tomar leite ajuda a formar cálculo renal

Fala-se muito que o leite deve ser evitado porque tem cálcio na composição e pode provocar o surgimento de pedras nos rins. Na verdade, tirá-lo da dieta pode causar outro problema, a osteoporose.

**Mito

O cálcio é o grande vilão dos rins

Estudos recentes demonstram que dietas pobres em cálcio aumentam a formação de pedras no rim pois nesses casos há alteração do metabolismo do cálcio no organismo e maior absorção óssea e da dieta.

***verdade

Beber muita água é o melhor remédio

Todos sabemos que tomar água é importante para prevenir a formação de pedras nos rins. Mas preste atenção no modo como faz isso. Evite beber muita água apenas de manhã e se esquecer desse hábito pelo resto do dia. O ideal é tomar um copo de água a cada duas a três horas.

**Mito

Beber muito líquido durante a crise de cólica renal

Ingerir muito líquido durante uma crise de cólica renal pode intensificar a dor. Isso ocorre porque a ingestão faz com que aumente produção de urina no rim e essa distensão renal piora a cólica se o rim continuar obstruído.

**Mito

Quem já teve uma vez com certeza terá de novo

De cada 100 pessoas que tiveram pedras nos rins, 50 terão novamente em dez anos. Porém, se a pessoa já teve duas vezes crise renal, a chance aumenta para 80% de novas crises. Para evitar o retorno do problema, é preciso cuidar da alimentação. A pessoa deve comer menos proteínas, usar menos sal na comida e beber muita água.

**Mito

Cerveja quente ajuda a dissolver pedra nos rins?

A cerveja não tem nenhum efeito na formação dos cálculos urinários. Inclusive, assim como todas as bebidas alcoólicas, se for tomada sem a devida hidratação com outros líquidos, principalmente a água, pode levar a diminuir o líquido dentro do rim depois de algumas horas, podendo aumentar a formação de cálculos. Em relação a ser tomada quente ou gelada, ao chegar ao estômago, a cerveja já estará na mesma temperatura do corpo, independentemente da temperatura que ela foi ingerida.

**Mito

Frutas e verduras com sementes podem ocasionar cálculos

O mito mais conhecido é que as sementes do tomate causam pedras no rim. Não são as sementes que causam cálculos, mas determinados alimentos. Em linhas gerais, alta ingesta de sal e proteína animal e baixa ingesta de água e derivados de cálcio aumentam a produção de cálculos.

**Mito

Expelir a pedra dói como parto

A dor acontece enquanto a pedra ainda não conseguiu atingir a bexiga, deixando o ureter e o rim obstruídos. No momento da saída do cálculo da bexiga, já não há mais obstrução e não há dor. Muitos pacientes inclusive não percebem a saída, por isso orientamos uso de filtro de urina para saber se a pedra foi expelida.

***verdade

O problema é genético

Não é porque seus pais tiveram que você obrigatoriamente terá. Mas fique alerta: 60% dos casos ocorrem por causa de algum fator genético. Além disso, os hábitos alimentares costumam passar de geração em geração. Então, nada como uma alimentação regulada para pôr fim a essa herança.

**Mito

Falta de exercícios ajuda a provocar a doença

Não há estudos provando que exercícios evitam o cálculo renal, mas é bom praticar atividades físicas com frequência. Entretanto, alguns estudos demonstram relação de obesidade com formação de cálculos renais.

**Mito

O chá de quebra-pedra dissolve os cálculos

Existem vários estudos sobre a ação do chá de quebra-pedra (erva cientificamente chamada de Phyllanthus) nos cálculos renais e em nenhum ficou demonstrado que ele impeça a formação e muito menos que dissolva os cálculos já formados. Sendo assim, caso haja grande consumo desse chá, o efeito será semelhante ao aumento de ingestão de água.

***verdade

A principal causa é a dieta desregulada

A doença está diretamente associada a hábitos alimentares errados. Se você gosta muito de sal, refrigerantes, embutidos, enlatados, cuidado! Você está dentro do grupo de risco. Mantenha uma dieta rica em frutas e vegetais.

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016