• Home  
  •   
  • Not?cias  
  •   
  • PF faz buscas em endereços de advogado de agressor de Bolsonaro  

PF faz buscas em endereços de advogado de agressor de Bolsonaro

Publicado em 22 de Dezembro de 2018 às 18h

A Polícia Federal fez buscas em endereços do advogado de Adélio Bispo de Oliveira, o homem que esfaqueou Jair Bolsonaro, em setembro.

Os policiais federais foram para um hotel em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, que é do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior. Ele também mora e tem um escritório no local. Foram apreendidos o celular dele e um HD com imagens das câmeras de segurança do prédio.

No documento de busca e apreensão foi autorizada a quebra de sigilo dos dados armazenados nos materiais. Zanone Júnior é o responsável pela defesa de Adélio Bispo, o agressor confesso de Jair Bolsonaro.

O ataque foi no dia 6 de setembro, quando o então candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, do PSL, fazia campanha em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Adélio foi preso logo depois de dar uma facada no candidato. Ele está no presídio de segurança máxima de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. No primeiro inquérito, a Polícia Federal concluiu que ele agiu sozinho no momento da agressão.

Adélio foi indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional.

Neste segundo inquérito, a Polícia Federal investiga quem financiou a defesa dele e ainda se há algum mandante ou se alguém instigou Adélio a praticar o crime.

Nesta sexta-feira (21), o advogado alegou sigilo profissional e não revelou quem o contratou para defender Adélio.

“Essa pessoa que quis ajudar o Adélio, por comiseração, por piedade, segundo a mesma me relatou, ela, antes de contratar a minha intervenção direcionada aos interesses do Adélio Bispo nesse crime envolvendo hoje o eleito presidente Jair Messias Bolsonaro, a pessoa me confidenciou como ela conheceu o Adélio, até posteriormente eu externei esses fatos, ou seja, foi no meio evangélico. Se a pessoa é mandante, se ela é o braço, se ela é o homem por de trás, também não sei”, disse Zanone.

A Ordem dos Advogados do Brasil divulgou uma nota de repúdio à tentativa de identificar quem contratou a defesa de Adélio. Segundo a OAB, o sigilo das tratativas entre advogado e cliente tem proteção legal e não pode ser violado.

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016