• Home  
  •   
  • Política  
  •   
  • Ratinho diz perder o interesse pela Copa do Mundo  

Ratinho diz perder o interesse pela Copa do Mundo

Publicado em 19 de Junho de 2018 às 14h

O apresentador grava um vídeo, disponível no youtube, de modo bastante informal "desabafando" sobre o seu desinteresse pelos jogos da copa, criticando, inclusive o que ele chama de mordomia da seleção.

O apresentador Ratinho diz que perdeu o interesse pela copa do mundo porque se lembra de tanto do dinheiro gasto com a Copa do Mundo no Brasil. Ele disse isso se aproveitando do desânimo que tomou conta do país nesta Copa do Mundo de 2018. O desânimo do brasileiro em relação a esta copa é visível, não existe mais aquela euforia e aquele desejo em assistir os jogos e torcer vibrantemente. Os canais de televisão e a mídia em geral ainda estão investindo no tema da copa tentando, por um lado, fazer com que o brasileiro se engaje no assunto que afinal, rende com tantos patrocinadores e, por outro lado, a mídia investe na propaganda da copa porque lhe interessa que o povo ignore os fatos preocupantes do pais, que se encontra na situação mais calamitosa que se já ouviu dizer nos tempos da Nova República.

O apresentador sempre representando. Quem vê pensa que está muito preocupado com o povo. Claro que precisamos prestar mais atenção na política do que na copa. É claro que o povo precisa ser melhor tratado mas, sabemos que o problema se agravou nos dois últimos anos por causa do descaso desses que estão no poder (agora)!.

A fala do Ratinho é evidentemente direcionada (ainda) aos governos do PT. Ele peca por achar que o povo não sabe que o verdadeiro motivo da desesperança do povo brasileiro reside no fato de que a situação ATUAL do país é desesperançosa. Vivemos uma situação onde a classe política, unida com os representantes da elite burguesa brasileira,inclusive a mídia, reprime o trabalhador, o pobre e até a própria classe média, da qual, grande parte é conivente com os descasos do governo atual e seus comparsas.

E a situação atual do país é desesperançosa não porque o país investiu em infraestrutura urbana e futebolística na época da Copa do Mundo no Brasil em 2014 mas, porque é evidente o golpe parlamentar (anunciado) que não aconteceu contra o PT precisamente, mas contra o povo brasileiro. Isso foi comprovado na Reforma Trabalhista, na tentativa de acabar com a aposentadoria tanto da classe média, como dos mais pobres, no direcionamento dos lucros da Petrobrás às empresas estrangeiras impedindo o investimento desses lucros nas melhorias que o país precisa principalmente em saúde e educação, nos inúmeros casos de limitar investimentos em políticas sociais consistentes.

 

Velho círculo vicioso

A classe política brasileira tem a essência da elite burguesa quando não age em beneficio povo mas, com a pose de quem detêm o poder. Ainda se direcionasse esse poder para desenvolver políticas de equilíbrio social minimizando a desigualdade que volta a reinar neste país... É nítido o que o povo vê: setores públicos abagaçados enquanto as mordomias e salários políticos estão em ascensão e blindados de qualquer perda; já o povo sofre com as perdas constantes: perda do poder de compra, perda dos direitos trabalhistas, perda da já pouca qualidade dos serviços públicos de saúde, educação, segurança, cultura, infraestrutura viária, etc.

 

Sabemos que não ganhamos nada com uma seleção brasileira possivelmente vitoriosa mas, isso não quer dizer que não se deva incentivar a prática dos esportes pois esta colabora firmemente com as questões de saúde física e emocional de tantos e tantos jovens que inspiram por ser atletas nas diversas modalidades. É importante, sim, que se revejam os conceitos, os valores etc, refletindo sobre o que realmente importa para o país como um todo. Aliás, não ganhamos nada com tantas euforias, como por exemplo, conhecer um artista pessoalmente ou simplesmente pedir um autógrafo. É apenas um artista, uma foto, uma escrita num papel, nada vai mudar nada na sua vida, nem na minha, nem de ninguém do povo. Conhecer pessoalmente o Ratinho, por exemplo, para mim é totalmente dispensável. Talvez para você faça algum sentido...

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016