• Home  
  •   
  • Animais  
  •   
  • CIENTISTAS CRIARAM LEÕES EM "TUBOS DE ENSAIO" PARA SALVAR ESPÉCIE  

CIENTISTAS CRIARAM LEÕES EM "TUBOS DE ENSAIO" PARA SALVAR ESPÉCIE

Publicado em 15 de Outubro de 2018 às 18h

Os primeiros leões do mundo frutos de inseminação artificial nasceram há cerca de 5  semanas na África do Sul,e este é um fato que está sendo extremamente comemorado pela comunidade científica. Os animais que receberam os nomes de Victor e Isabel, foram considerados "saudáveis e normais."

A técnica agora é vista como uma esperança para salvar outras espécies de grandes felinos, como tigres e os leopardos-das-neves da extinção. A mamãe leoa deu a luz aos filhotes em 25 de agosto, deste ano, no Centro de Conservação e Banco Genético Ukutula, na África do Sul.


As tentativas


Diversas tentativas foram necessárias para conseguir engravidar a leoa mãe de Victor e Isabel. Ela foi inseminada com o esperma de um leão saudável e, após 18 meses de testes intensivos, ela conseguiu engravidar. Fotos recentes dos filhotes foram divulgadas pelo Centro de Conservação e mostram os animais felizes passeando e brincando e descansando debaixo de uma árvore.

Segundo uma pesquisa realizada pelo instituto, a população de leões se reduziu drasticamente no continente africano nas últimas duas décadas, representando cerca de 26 países onde eles já se encontram extintos. Atualmente, restam apenas cerca de 20 mil exemplares.

"Esses são os primeiros filhotes de leão a nascer por meio de inseminação artificial - o primeiro deles em qualquer lugar do mundo", disseram os representantes da Universidade de Pretória. Segundo Andre Ganswindt, o inovador processo pode ser usado agora para ajudar outras espécies de felinos ameaçados de extinção. "Se não fizermos algo sobre isso, eles vão enfrentar a extinção", disse Ganswindt.

Os resultados


Além das facilidades proporcionadas pela tecnologia, ao invés da reprodução natural, onde um leão macho deveria ser transportado ate a fêmea ou vice-versa, agora, os cientistas podem simplesmente colher uma amostra do leão e inseminar uma leoa, facilitando todo o processo na tentativa de salvar esses animais de desaparecerem.

O objetivo do projeto, além de salvar os leões da extinção, também visa permitir que eles possam se reproduzir com segurança, a partir dessas técnicas que ainda não haviam sido utilizadas. As pesquisas para aprimorar e tornar o método ainda mais seguro são os próximos passos que serão dados pelos pesquisadores do Centro de Conservação, bem como o congelamento de sêmen de leões saudáveis.

O Passe Digital é um site colaborativo de artigos, e seu conteúdo é de responsabilidade de seus autores. O site Passe Digital não compactua com qualquer prática ilícita, ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais. Havendo qualquer denúncia acerca dessa postagem, por favor nos informe clicando aqui.
Fale conoscoComo colaborarQuem somosVersão mobile
Passe Digital - um produto da LinkWS - desde 2016